quinta-feira, 4 de junho de 2009

Ode para o futuro



Falareis de nós como de um sonho.

Crepúsculo dourado.

Frases calmas.

Gestos vagarosos.

Música suave.

Pensamento arguto.

Subtis sorrisos.

Paisagens deslizando na distância.

Éramos livres.

Amávamos serena e docemente.

Uma angústia delida,
melancólica,
sobre ela sonhareis.

E as tempestades,
as desordens,
gritos,
violência,
escárnio,
confusão odienta,
primaveras morrendo ignoradas
nas encostas vizinhas,
as prisões,
as mortes,
o amor vendido,
as lágrimas e as lutas,
o desespero da vida que nos roubam
apenas uma angústia melancólica,
sobre a qual sonhareis a idade de oiro.

E, em segredo, saudosos, enlevados,
falareis de nós - de nós! - como de um sonho.



Jorge de Sena, in 'Pedra Filosofal'


2 comentários:

ŁǺи¥ disse...

R: Tenho medo... apesar de (talvez) querer, tenho muito medo... não quero me preciptar. Preciso (apesar de querer um amor assim) ter calma, cautela... Isso não é um não, apenas um "calma! Vamos com calma!" Mas, saiba que vc tem me feito muito bem... e realmente gostaria de (nesse momento) estar 100% para tentar alguma coisa... mas, ainda não to pronta... mas saiba que quero tentar... isso não depente só de mim... tenho sido franca em relação ao que sinto... diante disso, tome sua decisão, seja ela qual for!

Obrigada pelo carinho... beijinhus

Moonlight disse...

É muito bonito ler-vos,se me premitem...
A presistencia pode se ligar a calma,á espera que algo de bom aconteça...
Um lindo blog voce tem,as suas palavras sãolindas e seu sentimento um encanto.
Desejo que tudo se realize com a intensidade assim expressada...
A essa menina linda...arriscar é tudo o temos a fazer,sem ter medos de perder...existem coisas que o tempo não tem tempo a perder...
Desculpem,perdoem-me.

Um bj cheio de luar